[Docker] Instalando o Docker

No primeiro post falei um pouco sobre o que o Docker é (e o que não é também) e como ele funciona. Recomendo a leitura para não ficar perdido em alguns conceitos que apareceram nesse post e nos seguintes. Clique aqui para ir ao post “O que é Docker?”.

Nesse segundo post, como prometido, um pouco de prática. Vamos fazer a instalação do Docker em um Debian!

Primeiramente, vamos verificar os requisitos de instalação:

  1. O processador deve ser 64bits;
  2. O Kernel do sistema operacional base deve ser igual ou superior a versão 3.10 estável;
  3. O Kernel deve ter suporte à AUFS, Device Mapper, OverlayFS, Cgroups e Namespaces.

 

Caso não saiba qual versão do Kernel do seu sistema, basta digitar o comando no terminal:

# uname -r

 

Em algumas distribuições, o Docker já está no repositório. No nosso caso, vamos usar o Debian como Sistema Operacional Base para fazer a instalação do Docker.

 

Se não souber qual o Debian está usando, digite o comando lsb_release -cs que retornará uma das palavras: Wheezy (para o Debian 7), Jessie (para o Debian 8) ou Stretch (para o Debian 9).

 

Se o retorno que obteve foi Jessie ou Stretch, digite o seguinte comando:

# sudo apt-get -y install apt-transport-https ca-certificates curl software-properties-common

 

Caso tenha aparecido Wheezy:

# sudo apt-get -y install apt-transport-https ca-certificates curl python-software-properties

 

Para as duas situações acima, os próximos comandos são os mesmos:

# curl -fsSL https://download.docker.com/linux/ubuntu/gpg | sudo apt-key add –
# sudo add-apt-repository \
“deb [arch=amd64] https://download.docker.com/linux/ubuntu \
$(lsb_release -cs) \
stable”

# sudo apt-get update

 

Esses comandos irão instalar as dependências necessárias para fazer o download, a adição dos repositórios oficiais e atualização desses repositórios.

Observação: Se estiver usando o Wheezy e apresentar erro quando for atualizar o repositório, altere o arquivo /etc/apt/sources.list apagando a linha que contém essa informação:
deb-src [arch=amd64] https://download.docker.com/linux/debian wheezy stable

 

Agora basta fazer a instalação do docker-ce (O Docker CE, Community Edition, é a versão gratuita do docker) utilizando nosso querido APT-GET:

# sudo apt-get -y install docker-ce

 

O sistema operacional irá instalar a versão mais nova do docker. No momento dessa postagem o Docker está contando as versões pelo Ano.Mês, no caso a versão atual é a 17.05.

 

Agora vamos verificar se já foi feita a instalação normalmente e se é possível criar um container. Após o término da instalação, vamos digitar no terminal:

# docker run hello-world

 

Esse comando irá criar um container, com uma imagem personalizada, com a frase mais conhecida pelos estudantes de programação (com uma pequena variação): Hello World.

 

 

Caso tenha aparecido um texto igual a da imagem acima, você já criou o seu primeiro container!

Com esse comando o Docker verificou se já existia o container Hello-world. Como não existia, pois acabamos de fazer a instalação, o próprio Docker fez o download da imagem e depois criou o container utilizando, automaticamente, essa imagem. Mágico, não?

 

O objetivo desse post era abordar apenas a instalação do Docker-ce e verificar se a instalação ocorreu normalmente. Caso queira fazer a instalação do Docker em outros sistemas operacionais, vá a página oficial do Docker para as instruções de cada sistema operacional. Clique aqui para ir direto à pagina.

 

Ao som de Dream Theater – In The Name of God

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.